Corrida mais louca do mundo

40 mil pessoas assistem à terceira edição

A corrida mais louca do mundo, realizada a 9 de Setembro, foi um êxito.

Redacção

16/09/2018

O terceiro grande prémio Red Bull Lisboa, também conhecido por “a corrida mais louca do mundo”, realizou-se no passado dia 9, atraindo cerca de 40 mil de pessoas ao Parque Eduardo VII. Uma rampa a pique, curvas apertadas, saltos e até degraus, garantiram a adrenalina da competição. Ao longo de uns alucinantes 350 metros, as 62 equipas participantes viveram grandes emoções.

Sob o lema "Aperta o cinto e dá asas à imaginação", trata-se de uma competição amigável de veículos originais que se movem pela gravidade e a força humana. São veículos criativos, sem motor que desafiam as normas do design e as leis da física e competem a contra o relógio num percurso inclinado. São as próprias equipas que os constroem.

Ao longo do dia, as equipas participantes foram avaliadas por um júri, composto pelo piloto Tiago Monteiro, o atleta Helder Nunes, a locutora da RFM, Joana Cruz e a apresentadora da Sic Radical, Rita Camarneiro, tendo em conta três factores: tempo, criatividade e originalidade do veículo e interactividade com o público.

Esta edição teve mais de 600 candidaturas, das quais 70 foram seleccionados devido à sua originalidade e potencial técnico. Os prémios foram no mínimo aliciantes, com a equipa vencedora, "The Mean Machine", a ganhar uma experiência única Red Bull Racing, durante um fim-de-semana, numa corrida europeia, em parceria com a TAP. O segundo classificado,"O Aniquilador" ganhou uma experiência WRC Rally de Portugal em 2019 para toda a equipa, em parceria com o ACP; e o terceiro, "Super Costellation" uma driving experience com o Tiago Monteiro, em Portugal.


Por todo o mundo

A animar cidades de todas as latitudes do planeta, desde o ano 2000, este desafio obedece a regras comuns, envolvendo equipas compostas por um máximo de quatro elementos. Com dimensões limitadas a três metros de comprimento, dois de largura e 2,5 metros de altura - para um peso máximo de 80Kg - as máquinas são cem por cento artesanais e não podem utilizar qualquer tipo de propulsão mecânica.

A Red Bull já organizou mais de 100 eventos Grande Prémio por todo o mundo. Desde a Austrália à África do Sul, de Helsínquia a St. Louis, da Jamaica a Itália.f

opinião

Dê-nos a sua opinião

NOTA: As opiniões sobre as notícias não serão publicadas imediatamente, ficarão pendentes de validação por parte de um administrador.

REGRAS DE USO

1. Deverá manter uma linguagem respeitadora, evitando conteúdo malicioso, abusivo e obsceno.

2. www.fregues.pt reserva-se ao direito de eliminar e editar os comentários.

3. As opiniões publicadas neste espaço correspondem à opinião dos leitores e não ao www.fregues.pt

4. Ao enviar uma mensagem o utilizador aceita as normas de utilização.